You are here
Home > Editores

O jornal Letras é construído a partir de um esforço coletivo de vários profissionais que, além da escrita, são responsáveis pela editoração e curadoria do periódico. Conheça cada um deles abaixo. 

Editora e Direção Geral

Carla Marin é publicitária, designer de produto e musicista. Já gravou discos, editou fanzines, tocou e escreveu muito, conciliando tudo isso com o trabalho em diversas agências de comunicação. Hoje dedica-se profissionalmente ao branding e à estratégia de comunicação, e apaixonadamente ao periódico Letras, editado desde 2006. 


Editor e Direção Geral

Bruno Braz Golgher é economista, mestre em Sociologia e possui MBA. Em 1996, fundou o Café com Letras, a Ototoi, em 2002, e o Instituto Cidades Criativas em 2007. Foi professor em diversos cursos relacionados à Gestão Cultural e à Economia da Cultura.

Atualmente, sua atividade profissional é dedicada à gestão e produção culturais e ao desenvolvimento do Café com Letras. Dentre seus projetos e iniciativas culturais destaca-se o Savassi Festival e o Savassi Festival NY, festivais de jazz e de música instrumental; a Mostra de Design, projeto de artes visuais; a edição de livros, CDs e do tabloide cultural “Letras”. Em 2018, lançou o selo de gravação do Savassi Festival, o Savassi Festival Records.

Foto: Mariana Sucupira


Editora de Literatura Estrangeira

Ana Caetano é poeta, tradutora e professora da UniversidadeFederal de Minas Gerais. Nasceu em Dores do Indaiá, MG, em 1960. Publicou os livros: “Levianas” (1984) e “Babel” (1994) com Levi Carneiro, “Quatorze” (1997), “Inventário” (coleção Leve um livro, 2016). Participou da coordenação dos projetos Temporada de Poesia (1994), Poesia Orbital (1997) e do CD “Cacograma” (2001). Foi co-editora da revista “Fahrenheit 451” e dos jornais “Inferno” (1998) e “Dez Faces” (2007-2008). Assinou a coluna de poesia do jornal Letras do Café (2006-2009) e atualmente é editora deLiteratura Estrangeira do mesmo jornal no seu novo formato (Letras)


Editora de Poesia

Ana Elisa Ribeiro é escritora, professora do CEFET-MG, onde atua no Departamento de Linguagem e Tecnologia. É doutora em Linguística pela UFMG. Seus livros mais recentes são “Renascença” (coleção BH, A Cidade de Cada Um), “Álbum” (poesia, Relicário Edições), “O que é um livro?” (Editora UFMG, selo Estralabadão), “Livro, edição e tecnologias no séc. XXI” (Moinhos e Contafios) e “Escrever, Hoje” (Parábola Editorial). Atualmente, pesquisa mulheres editoras no Brasil, com o apoio da Fapemig.

Foto: Adamo Alighieri


Lyslei Nascimento é doutora em Letras: Literatura Comparada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Pós-Doutora pela Universidade de Buenos Aires, Argentina, e pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Associada na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, onde atua na área de Letras, com ênfase em Teoria da Literatura Comparada e Literatura Comparada. É coordenadora do Núcleo de Estudos Judaicos da UFMG e editora da “Arquivo Maaravi: Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG”. É, atualmente, coordenadora do GT de Literaturas Estrangeiras da Associação Nacional de Pós-graduação em Literatura e Linguística, pesquisadora do Grupo de Pesquisa Isaac de Castro Tartas (USP) e pesquisadora associada do Centro de Estudos Judaicos da USP. Publicou, entre outros títulos, “Num quadro de Chagall”, (2019), “Despertar para a noite e outros ensaios sobre a Shoah” (2018) e “Borges e outros rabinos” (2009). Coorganizou as coletâneas “O olhar enigmático de Moacyr Scliar”(2019), “Línguas em trânsito” (2019), “Crime e transgressão na literatura e nas artes” (2015), “Estudos Judaicos: Shoá, o mal e o crime” (2012), “Da fabricação de monstros” (2009), “A Bíblia e suas traduções”(2009), “Estudos Judaicos: Brasil” (2007), “Os fazedores de Golems” (2004) e “O corpo em performance” (2003).


Jornalista Responsável

Mestre em Comunicação Social pela PUC Minas e gestor de comunicação e cultural (Café com Letras e Savassi Festival), Vinícius Lacerda já passou pelo Magazine, caderno de cultura do jornal O Tempo, e pela Webcitizen. É apaixonado por cinema (não deixa de assistir a “Sinédoque, Nova York”), por séries (entre as prediletas estão “Sons of Anarchy”, “Transparent” e “The Good Wife”), pedalar e ler deitado na rede.

 


Top